Máscaras

 

Tenho e curto muitos tipos de máscaras. Látex, couro, capuz, balaclava, etc.  Elas sao usadas para dar tesao e tbem para ocultar a identidade do submisso e do dominador. enfim, algo muito útil e necessário. 

https://www.recon.com/pt/News/Article/2574   

As máscaras e os capuzes fetichistas estão entre os acessórios BDSM mais populares. Podemos comprovar isso com o fato que 48.707 usuários Recon têm "Máscaras e Capuzes" como um de seus interesses. 

Como fazemos de costume, vamos olhar um pouco mais a fundo para o apelo desses acessórios fetichistas e dar algumas dicas para quem quiser experimentá-los.

 

Máscaras e capuzes, por quê?



A possibilidade de se esconder dentro de um capuz ou máscara pode ser bastante excitante, permitindo com que você se torne uma pessoa diferente ou que você remova sua identidade. Máscaras e capuzes podem ser transformadores, seja você Dom ou sub. Por exemplo, um sub pode optar por usar uma máscara que facilite sua entrada em um espaço mental mais desumanizado, ou um Dom pode usá-la para se tornar mais intimidador ou ter menos expressões faciais. Usar um capuz ou uma máscara pode ser uma experiência incrivelmente poderosa, independentemente do papel que você assuma. 

Máscaras e os capuzes também podem ser usados para se criar uma nova persona, ou permitir que a persona existente dentro de você seja revelada. Os que curtem os cenários de puppy play e super-heróis frequentemente fazem uso das mudanças as que as máscaras e capuzes proporcionam. 

Capuzes e máscaras também podem criar a sensação de anonimato. Ao participar de eventos ou festas fetichistas, estes acessórios podem ajudar os rapazes a entrarem em novos espaços mentais e fazerem coisas que talvez não conseguiriam caso seus rostos estivessem à mostra. Muitos caras adoram brincadeiras anônimas, e os capuzes e máscaras são perfeitos para isso. 

Assim como a maioria dos outros elementos do BDSM, o uso de acessórios fetichistas para a cabeça pode estar relacionado a controle e submissão. Capuzes e máscaras fetichistas podem estabelecer um jogo de forças entre os praticantes de forma instantânea e enfática.

Dominadores podem querer que seus subs usem um capuz ou máscara para subjugá-los, despersonalizá-los e restringir-lhes a fala e movimentos. Usar um acessório deste tipo pode objetificar o submisso durante a sessão, reduzindo-o ao que o Dominador queira que ele seja.

Muitas máscaras e capuzes fetichistas são especificamente desenhadas para limitar ou restringir por completo certos sentidos, de forma que o Dominador controle totalmente o que o submisso pode ver, sentir e antecipar. Desta forma, este tipo de acessório pode ser um meio de privação sensorial, uma tara na qual o Dominador bloqueia um ou mais sentidos do submisso, aguçando, desta forma, os demais sentidos, até o bloqueio total de todos os sentidos. Dependendo do submisso, o dominador pode fazer com que ele use uma máscara ou capuz como punição por quebrar alguma regra ou recompensa por bom comportamento. 

 

Começando com acessórios fetichistas para a cabeça



Este tipo de acessório está disponível em uma ampla gama de estilos, tecidos e funções. Como é de se esperar, as máscaras tendem a cobrir menos o rosto e cabeça do que os capuzes, mas dependendo de como funcionam, elas podem oferecer uma experiência tão intensa quanto. As máscaras podem contar com mordaças, vendas e restritores para a boca. Já os capuzes cobrem toda a cabeça e rosto. Alguns capuzes contêm orifícios para os olhos e bocas, enquanto outros são completamente fechados.

As máscaras e capuzes são comumente encontradas em couro, látex, neoprene, silicone e lycra, e o melhor material para você dependerá de sua preferência pessoal. Obviamente, um capuz de couro terá um caimento diferente de um de neoprene, então o material de sua escolha dependerá do quão colado a pele você quer que seu acessório seja, além do cheiro, do visual e da sensação de seu material escolhido.

Para os novatos neste tipo de fetiche e nas práticas BDSM em geral, é uma boa ideia começar com estilos menos restritivos e ir progredindo aos poucos. Ao começar, é sempre uma boa ideia poder ver o parceiro durante a sessão, além de suas expressões. Então, se for o que realmente deseja, espere um tempo até que esteja pronto para a privação sensorial completa. Como em todas as práticas BDSM, em especial o bondage, defina uma "palavra de segurança" de antemão, e pare com a prática imediatamente quando algum de vocês usá-la.

Uma venda de couro, mordaça para o queixo ou restritor de boca podem ser boas apostas para se começar. Mordaças de bola requerem um pouco de tempo para se acostumar e causam dores nas mandíbulas de início.

ENGLISH

Fetish hoods and masks are one of the most popular types of BDSM gear. You can see this in the fact that 48,707 Recon members have 'Hoods and Masks' as one of their interests. 

As such, we wanted to delve deeper into the appeal of hoods and masks and offer some pointers for those interested in giving them a try for the first time.

 

Why hoods and masks?



The ability to hide yourself within a hood or a mask can be a huge turn on, allowing you to become a different person or to remove your identity altogether. Hoods and masks can be transformative, whether a Dom or a sub. For example, a sub may choose to wear a mask as it allows them to get in a more dehumanised headspace, or a Dom might wear one for the purposes of intimidation and becoming expressionless. Wearing a hood or mask can be an incredibly powerful experience, no matter which role you favour. 

Hoods and masks can also be used for the purpose of creating an entirely new persona, or allowing the one inside you to be revealed. Guys into puppy play and superhero scenarios often refer to the changes in themselves that hoods and masks can bring out. 

Hoods and masks can also create anonymity. When attending fetish events or parties, they can help guys get into headspaces and do things they may not be able to do if their face was uncovered. Many guys love anonymous play, and hoods and masks are perfect for facilitating this. 

Like most other elements of BDSM, wearing fetish headgear can also relate to control and submission. Fetish hoods and masks can instantly and emphatically establish the balance of power between guys during play.

Doms may want their subs to wear a hood or a mask to subjugate and depersonalise them and restrict their speech and/or movement. Wearing a mask or a hood can objectify a sub during play, reducing them to whatever their Dom wants them to be.

Many fetish masks and hoods are specifically designed to limit or totally restrict certain senses, so a Dom can enjoy being in complete charge of what their sub can see, hear and anticipate. In this way, fetish headwear can be a means to sensory deprivation, an associated kink that involves a Dom impeding one or two of their sub's senses to heighten the others, all the way up to completely cutting off all of the sub's five senses. Depending on the sub, a Dom can make their sub wear a mask or hood as a punishment for rule breaking or a reward for good behaviour. 

 

Getting started with fetish headgear



Fetish headgear comes in a huge array of styles, fabrics and functions. As you might expect, masks tend to cover less of the face and head than a full hood, but, depending on how they work, can provide just as intense an experience. Masks include gags, blindfolds and mouth restrictors, and hoods cover the entire head and face. Some hoods have holes just for the eyes and/or mouth, while others have no holes at all.

Leather, rubber, neoprene, silicone and Lycra are all popular materials for hoods and masks, and the fabric for you will just come down to personal preference. Obviously, a leather hood will fit differently to a neoprene one, so the material you go for will depend on how skin-tight you want your headgear to be, or the smell, look and sensation of your favourite fabric.

For newcomers to fetish headwear and/or BDSM play, it's a good idea to start out with a less restrictive style and work your way up. When you're starting out, it's sometimes best that you can see the guy(s) you're playing with, and be able to read each other's faces. So, unless it's really what you crave, hold off on full sensory depravation till you're ready. As with all BDSM and bondage play, decide on a 'safe word' beforehand, and stop immediately if one of you uses it.

A leather blindfold, chin gag or a leather mouth restrictor could be a good place to start, although ball gags can take a bit of getting used to and can cause jaw pain at first. 

 

 

© 2014-2019 by Mestre Guto Lemos - all rights reserved. 

  • qVCTq7QS
  • OpuJfSgo
  • Instagram ícone social
  • Facebook App Icon
  • Twitter Mestre Guto Lemos