Permita-me que eu me apresente, sou o Mestre Guto Lemos.   Quando os subs me perguntam quais as práticas que mais gosto, prefiro sempre responder que é mais fácil dizer o que eu não gosto pois gosto de dominar amplo senso, de várias maneiras mesmo, mas acredito que para isso dar certo é necessário haver uma boa conexão entre o dom e o sub. Uns chamam de tesão, outros de química, outros de "bater o santo" mas todo mundo sabe como é bom quando dá certo e como não é bom quando não dá. 

 

Portanto me acho um mestre bem eclético, o que penso ser bom, porque basta me dar ideias das mais simples as mais mirabolantes que geralmente quero executar, desde que sejam cabíveis na realidade e no bom senso.  Sequestro consentido?  Gosto.   Castidade prolongada? Quero controlar no sub.  Escravo doméstico com ou sem feminilização parcial? Curto ! Spank? Faço com gosto.  Bondage? Adoro.  O que não curto: sair de seguro, sadio e consensual (SSC), submisso que quer inverter controle da situação ( falsos subs).

 

Claro que como todo mundo tenho minhas preferências que são meus pés  idolatrados, spank, castidade forçada, tt, milking, algemas, mordaças, bondage com cordas e artefatos em couro, máscaras, privação de sentidos, trampling, entre muitos outros.  O BDSM é um mundo amplo ( e por isso lindo) e todo fetiche desde que respeite as regras do são e consensual são válidos para mim.

 

Me considero uma pessoa de sólida formação intelectual, tenho curiosidade sobre tudo, da área da saúde mental e física  e de culturas diferentes

 

Também curto muito música eletrônica e sou DJ.  Gosto de ajudar a dar aquele clima legal numa festa, seja com uma pegada mais pop ou mais underground.

 

Gosto de iniciantes e em momentos de dificuldade me considero uma pessoa centrada que prefere focar na busca de uma solução rápida e eficaz ao pânico paralisante

 

Que comecem os jogos BDSM!.

 

 

Please allow to introduce myself, I am Master Guto Lemos from São Paulo, Brazil. When the subs ask me which practices I like the most, I always prefer to respond that it is easier to say what I do not like because I like to BDSM broad sense. I believe that to do it right, there must be a good connection between master and  sub. Some call it  chemistry, but everyone knows how good it is when it works and how it is not good when it does not.

 

So I find myself a very eclectic master, which I think is good, because it is enough to give me simple or strange/ complicated BDSM practice suggestions: I usually want to perform, as long as they are applicable in reality and in common sense. e-stimulation ? Like it. Prolonged chastity? I want to control you. Domestic slavery with or without partial feminization? I enjoy it ! Spank I do it with pleasure. Bondage? Love it too. What I do not like in short: to leave safe, sound and consensual BDSM rules (SSC). I also dont like submissives that wants to reverse the control of the situation (fake subs).

 

Of course as everyone I have my preferences that are my feet worshipped, spank, forced chastity, tt, milking, handcuffs, gags, ropes, bondage and leather gear, masks, sense deprieving, pissing, among many others. BDSM is a wide world (and therefore beautiful) and every fetish as long as it respects the rules of sane, safe,  and consensual are valid for me.

 

I consider myself a person of solid intellectual formation, I am curious about everything from mental and physical health areas and from different cultures.

I also enjoy electronic music and being a DJ. I like to spice up parties either with pop music or something more underground. 

I like beginners and in times of difficulty I consider myself a focused person who prefers to focus on finding a quick and effective solution to paralyzing panic.

Let the BDSM games start!

 

Unknown Track - Unknown Artist
00:00 / 00:00

© 2014-2019 by Mestre Guto Lemos - all rights reserved. 

  • qVCTq7QS
  • OpuJfSgo
  • Instagram ícone social
  • Facebook App Icon
  • Twitter Mestre Guto Lemos